MINICURSOS (PRÉ-CONGRESSO)

O minicurso acontecerá se tiver no mínimo 10 participantes.

Dia 23 de novembro, quinta-feira, das 9h30 às 12h30

TRABALHANDO O CENTRAMENTO CORPO / MENTE 

Facilitador: ADALBERTO BARRETO (CE)

Minicurrículo: PhD Professor da Universidade da UFC. Doutor em Psiquiatria pela Universidade René Descartes – Paris. Doutor em Antropologia pela Escola de Altos Estudos de Ciências Sociais de Paris e Universidade de Lyon 2 – França Licenciado Escola de Criador da metodologia da Terapia Comunitária Integrativa.Altos em Filosofia e Teologia pela Universidade de São Thomas de Aquino – Roma e Universidade Católica de Lyon – França

Resumo do minicurso: Trata-se de uma dinâmica vivencial de autoconhecimento, de uma meditação ativa objetivando  o alinhamento de chakras, promover o centramento do corpo e da mente, desbloquear as energias estagnadas, possibilitando a sua circulação e revitalizando todo o corpo. Permite conectar-se com a energia da coragem, ter flexibilidade  em nossos relacionamentos, descobrir o valor do perdão, da reciprocidade, de nossa comunicação, liberar-se de pensamentos limitantes e nos conectarmos com  nossos valores  espirituais e culturais. Possibilita reativar a memória corporal, permitindo compreender a mensagem inconsciente veiculada pelos sintomas corporais.

DA POTÊNCIA ORGÁSTICA AOS VÍNCULOS CONTEMPORÂNEOS

Facilitadora: FERNANDA ANDRADE LIMA (PE)

Minicurrículo: Psicóloga corporalCRP 02/6605, LocalTrainer em Análise Bioenergética e Especialista em casal e Família.

Resumo do minicurso :O grande pioneirismo de Reich foi dar voz e expressão emocional ao corpo. Ele chamou libido de energia viva da Psicanálise. A orgonomia. A proposta dessa conferência é revisitar e atualizar os fundamentos essenciais da Psicologia Corporal, trabalhando o encouraçamento que bloqueia a vitalidade, a liberdade e o amor. Toda relação autoritária que usa o poder, a violência e que desqualifica o outro interfere na energia somática, causando impotência orgástica, o que chamo também de suicídio emocional. Toda nossa fonte de vida precisa ser desenvolvida por uma prática psicocorporal sistêmica cooperativa que se baseia no cuidado e na ternura.

THE BIOENERGETICS OF DYSFUNCTIONAL SOCIETY

A BIOENERGÉTICA DA SOCIEDADE DISFUNCIONAL

Facilitador: FREDERIC LOWEN (EUA)

Minicuricle: CBT, Exec.Diretor The Alexander Lowen Foundation Vermont, EUA

Minicurrículo: CBT, Exec. Diretor The Alexander Lowen Fundação Vermont, EUA

Summary of the mini-course: This dysfunction is a reflection of the dysfunction we see as psychotherapists in our patients. Asserting a paradigm shift, this presentation will focus on viewing the ills of society in energetic terms rather than in political terms. Energetic functioning in the individual will be reviewed and explored in the context of the energetic functioning of society, showing societal

Resumo do minicurso: Na sociedade atual, as disfunções prevalecem em quase todos os lugares e afetam a todos nós. Energeticamente, estas disfunções são um reflexo das disfunções que vemos como psicoterapeutas nos nossos pacientes. Afirmando uma mudança de paradigma, esta apresentação se concentrará em observar os males da sociedade em termos energéticos, em vez de termos políticos. A função energética no indivíduo será revista e explorada no contexto do funcionamento energético da sociedade, mostrando que as disfunções sociais são resultado do efeito cumulativo das disfunções individuais e de suas neuroses. O trabalho de Reich “A Psicologia do fascismo” e os livros de Alexander Lowen serão referências.

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE PACIENTES PSICOSSOMÁTICOS – UMA ABORDAGEM PSICOCORPORAL

Facilitador: PÉRISSON DANTAS DO NASCIMENTO (PI)

Minicurrículo:Doutor em Psicologia Clínica (PUCSP). Professor Adjunto da Universidade Estadual do Piauí. Local Trainer e Supervisor em Análise Bioenergética certificado pelo IIBA/IABSP. Autor do livro – Do Trauma Encarnado à Biopatia, pela Editora Appris.

Resumo do minicurso: O minicurso tem como objetivo abordar princípios teóricos básicos da clínica psicocorporal de pacientes com queixas somáticas. Serão trabalhadas as hipóteses reichianas de somatização e biopatia, bem como a compreensão da análise bioenergética de estresse e trauma, associada ao entendimento do processo de adoecimento e suas relações com a formação do caráter. Estratégias e posturas clínicas para esses pacientes em suas peculiaridades também serão discutidas.

OFICINAS VIVENCIAIS

Cada participante escolherá 03 oficinas vivenciais, sendo 02 para o dia 24 de novembro/17 e 01 para o dia 25 de novembro/17.

Dia 24 de novembro, sexta-feira, das 14h às 15h45

AMOR: FUNDAMENTO DA VIDA NA PSICOLOGIA SOMÁTICA

Facilitadores: ALEXANDRE FRANCA BARRETO/ JANAINA ROCHA MATIAS (PE)

Minicurrículos:

Alexandre Franca Barreto – Psicólogo, especialista em psicologia Clínica, Mestre em Antropologia, Doutor em Educação. Professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).

Janaina Rocha Matias –Psicóloga, psicoterapeuta, Especialista em Psicologia ClínicaEspaço terapêutico Integrar.

Resumo da vivência:A abordagem psicocorporal busca resgatar a nossa conexão com o amor, essência da vida, em um processo de reabertura do coração, restaurar o nosso prazer de viver e nossa potência criativa. Através de esclarecimentos teóricos, exercícios corporais expressivos e trabalhos centrados nas experiências de vida de participantes da vivência, iremos construir um ambiente seguro no qual podemos aprender mais sobre a importância do amor e o modo como contribui para um vínculo integro à medida que, progressivamente, abrimos nosso coração para as dores e alegrias da vida com o intuito de fortalecer cada um em sua jornada existencial.

ENTREGA: O MEDO DA ENTREGA NO MUNDO CONTEMPORÂNEO

Facilitadora: ANA LÚCIA FARIA (SP)

Minicurrículo: Psicóloga – CRP 06/09321-4, Psicoterapeuta Reichiana e Analista Bioenergética. CBT, Local Trainer, Professora do Curso de Formação e membro do Comitê de Ensino. Vice Presidente – FLAAB (Federação Latino-Americana de Análise Bioenergética). Membro e Diretora Executiva – Financeira/IIBA (International Institute for Bioenergetic Analysis). Representante da FLAAB no FENPB (Fórum de Entidades Nacionais da Psicologia Brasileira). Membro do GT18-ULAPSI (União Latino Americana de Entidades de Psicologia).

Resumo da vivência: Relacionar grounding/medo da entrega/mundo contemporâneo e trabalhar a questão da entrega a partir do grounding, buscando a consistência e a presença para que a pessoa venha a se comprometer mais consigo mesma, com o outro e com o entorno de si.

MAL-ESTAR SOFRIMENTO E SINTOMA    

Facilitadora: EULINA RIBEIRO (SP)

Minicurrículo: Psicoterapeuta Reichiana, Trainer Internacional do IIBA – International Institut for Bioenergetic Analysis), Presidente e Fundadora da SOBAB – primeira Sociedade de Análise Bioenergética Brasileira, Psicoterapeuta individual, casal e grupo.  Membro do BOT (Board of trustees) do IIBA.

Resumo da vivência: Haverá uma apresentação teórica sobre a Dor Física e a Dor Psíquica, na visão atual da Psicossomática, com contribuições da teoria Freudiana, Reichiana e de Alexander Lowen. Este, nos ensinou que o caminho para uma vida mais vibrante e com mais prazer é indispensável atravessar a dor.

Através do aprofundamento da respiração, da mobilização e do grounding levar a um aumento da carga energética com a finalidade de construir um “container”, que ajude o participante a tentar atravessar suas dores, expressá-las para chegar a um estado amoroso. Da dor até o amor.
Trabalho corporal bioenergético e exercícios da Yoga para levar o participante a se apoderar de sua energia e aumentar a carga para que possa vencer o medo de entrar em contato com seus sentimentos, poder sentir e depois expressar sua dor, seu trauma, sua angústia etc.

PAISAGENS INTERNAS, REALIDADE EXTERNA, AÇÕES CURADORAS

Facilitadora: EUNICE RODRIGUES (BA)

Minicurrículo: Mestra em Psicologia Humanística, Antioch University, Londres. Senior Internacional Trainer em Biossintese desde 1998. Primeira presidente da OABS, 1996. (Overseas Association for Biosynthesis). Psicóloga, Psicoterapeuta, Coordenadora do Centro de Biossintese da Bahia desde a sua fundação (1990). Prática clínica fortemente influenciada pelos ensinamentos do Healing de Robert Moore e estudos do movimento humano. Coordena workshops didáticos e terapêuticos no Brasil e exterior.

Resumo da vivência: A oficina terá como objetivo o contato com a fonte interna que instrumenta o desenvolvimento da habilidade de amar.  Lidaremos com nossas paisagens internas transformadoras e/ou restritivas, que nos informam sobre nossas (im)possibilidades de amar. Abordaremos o tema a partir das contribuições das pesquisas de S. Porges sobre o sistema Polivagal e a construção de respostas de desistência ou entrega no engajamento social.

A TÉCNICA DO TRE (TRAUMA RELEASING EXERCISES) COMO AVALIAÇÃO DO ESTRESSE E PREJUÍZO DA QUALIDADE DE VIDA (QDV)

Facilitadora: ISA WANESSA ROCHA LIMA (PE)

Minicurrículo: Psicóloga CRP/PE 02/2426 pela Universidade Católica de Pernambuco (1982). Pós-graduação em Psicologia Clínica – Análise Bioenergética. Aluna do Mestrado Profissional em Psicologia da Saúde na Faculdade Pernambucana de Saúde (2016). Responsável técnico e proprietária da PULSÃO CLÍNICA E PESQUISA PSICOCORPORAL desde 2007.

Resumo da vivência: Oficina vivencial com a técnica do TRE (Trauma Releasing Exercises) como avaliação do estresse e prejuízo da qualidade de vida (QDV), contemplando a vivência do TRE e como inseri-la como instrumento de avaliação do estresse e prejuízo da QDV, caracterizando-a como ferramenta em avaliações para realização de cirurgias (bariátrica, vasectomia, histerectomia e outras), licenças médicas, indicação de acompanhamento psicoterápico e medicamentoso (se for o caso). O TRE já tem uso como técnica auxiliar na psicoterapia da Análise Bioenergética, ressaltando o benefício psicocorporal, instigando seu processo de consciência com a inclusão das sensações experimentadas.

LOS DUELOS DEL CUERPO

OS LUTOS DO CORPO

Facilitador: LUIS GONÇALVEZ BOGGIO (URU)

Minicurrículo: Psicólogo. Magister en Psicología Clínica. Profesor Adjunto del Instituto de Psicología Clínica de la Facultad de Psicología de la UdelaR. Coordinador del Programa Psicoterapias: teorías y técnicas del Instituto de Psicología Clínica. Integrante del Comité Científico Internacional de Psicoterapia Corporal (International Scientific Committee for Body Psychotherapie). Investigador principal del Centro de Investigación Clínica en Psicología (CIC-P). Certified Bioenergetic Therapist y Local Trainer del International Institute for Bioenergetic Analysis (IIBA). Analista Reichiano especializado en PsicoTraumatología contemporánea (EMDR, EFT, TFT, TIC, TIR, TRE, PET, VSC, VKD, AMSB). Docente de Especialización en Psicoterapia Corporal Bioenergética en Uruguay, Argentina, Brasil, Chile, Venezuela y Panamá. Presidente, Miembro Fundador y Didacta  del Taller de Estudios en Análisis Bioenergético (TEAB). Autor de los libros Los Cuerpos Invisibles (1996), Análisis Bioenergético (1997), Arqueología del Cuerpo (1999), El Cuerpo en la Psicoterapia (2008), Cuerpo y subjetividades contemporáneas (2015), es además co-autor de más de 15 libros académico-científicos.

Minicurrículo: Psicólogo. Magister em Psicologia Clínica. Professor Adjunto, Instituto de Psicologia Clínica, Faculdade de Psicologia, UdelaR. Coordenador do Programa de Psicoterapias: teorias e técnicas do Instituto de Psicologia Clínica. Membro do Comitê Científico Internacional para Body Psychotherapie. Investigador principal do Centro de Pesquisa Clínica em Psicologia (CIC-P). Terapeuta Bioenergético Certificado e Instrutor Local do Instituto Internacional de Análise Bioenergética (IIBA). Analista de Reichian especializado em Psico-Traumatologia contemporânea (EMDR, EFT, TFT, TIC, TIR, TRE, PET, VSC, VKD, AMSB). Professor de Especialização em Psicoterapia Corporal Bioenergética no Uruguai, Argentina, Brasil, Chile, Venezuela e Panamá. Presidente, Membro Fundador e Didacta da Oficina de Estudos de Análise Bioenergética (TEAB). Autor dos livros Los Cuerpos Invisibles (1996), Bioenergetic Analysis (1997), Arqueologia do Corpo (1999), The Body in Psychotherapy (2008), Body e subjetividades contemporâneas (2015), também é co-autor de mais de 15 livros acadêmico-científicos.

Resumen de la vivencia: El objetivo de la vivencia es tomar contacto con la necesidad de realizar los duelos en su completud para evitar posteriores anudamientos que liguen nuestra energía a lo perdido. Para ello debemos “meter el cuerpo” profundamente en el complejo régimen afectivo del duelo, para poder así desintensificar las sensaciones de abandono, desvalimiento, desamparo y resentimiento que quedan ligadas a las situaciones de pérdida (de pareja, de familia, de estatus social, de un estado de salud, etc.).

Se trabajará dinámicamente en duplas alguno de los principales duelos que puedan haber quedado congelados en nuestro histórico. Se utilizarán técnicas protocolizadas de estimulación bilateral y técnicas energéticas protocolizadas por el autor .

Resumo da vivência: O objetivo desta vivência é estabelecer contato com a necessidade de viver os lutos em sua totalidade para evitar que alguns nós posteriores vinculem nossa energia ao que foi perdido. Para isso, devemos “colocar o corpo”, profundamente, no complexo regime afetivo do luto, para poder reduzir a intensidade das sensações de abandono, desamparo e ressentimento que ficam ligados às situações de perda (de par, de família, de status social, de estado de saúde, etc…).

Trabalharemos, dinamicamente, em duplas, alguns dos principais lutos que possam ter ficado congelados na nossa história. Utilizaremos técnicas protocolizadas de estimulação bilateral e técnicas energéticas criadas pelo autor.

REDUÇÃO DE DANOS E AUTONOMIA: DO CORPO, PELO CORPO E PARA O CORPO

Facilitadora: PRISCILLA GADELHA MOREIRA (PE)

Minicurrículo: Psicóloga clínica CRP 02/12904, CBT em Análise Bioenergética e Redutora de Danos. Experiência na prática clínica social e na rua, vulnerabilidade social e em cenas de uso de drogas. Atualmente, Conselheira do Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas/Cepad Pernambuco e do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas em Recife. Mobilizadora da Aborda/ Associação Brasileira de Redução de Danos e militante/ativista do Coletivo Antiproibicionista de Pernambuco e da Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas.

Resumo da vivência: Numa interlocução entre corpo saúde/corpo doença, daremos acesso a conexões e vivências que ultrapassam condições e ideias de cuidado, costurando experiência com prática, unindo movimentos corporais a estratégias de redução de danos, promovendo informações breves sobre o tema, trocas com o grupo de escuta ao corpo vivo da droga, junto às condições biopsicossociais.

Dia 24 de novembro, sexta-feira, das 16h15 às 18h

O AMOR ENRAIZA O CORPO NA VIDA: GROUNDING E SISTEMAS EMOCIONAIS

Facilitadora: ANA PATRÍCIA PEIXOTO (RN)

Minicurrículo: Psicóloga CRP-17/0092. Psicoterapeuta Biossistêmica (SISPB, Bologna, Itália).Formação em Análise Bioenergética (IIBA, Nova York, EUA) e Biossintese (CBI, Hiden, Suiça). Supervisora em psicoterapia corporal;Diretora do IPS-Natal/RN; coordenadora local da Formação Internacional em Psicoterapia Biossistêmica e Trauma, Natal/RN. Diretora da DIALOGOS/DIALOGHI-revista Ítalobrasileira de Psicoterapia e Biossistêmica. Membro da ABRAP atualmente na função de Diretora de comunicação e afiliação.

Resumo da vivência: Como estamos enraizados e vinculados ao nosso corpo e a vida trata dos aspectos afetivos oriundos do vínculo mãe-bebê e como esta primeira experiência interpessoal reflete nas nossas inter-relações no curso da vida. Como referencial trago a Biossistêmica e o conceito de grounding desenvolvido por Alexander Lowen num diálogo com a teoria do apego. Partindo das bases psicoorgânicas do grounding e da nossa memória psicocorporal, pretendo estabelecer um paralelo entre as primeiras vivências relacionais e o estiloafetorelacional que adotamos na vida. Busco na neurociência afetiva uma base neurofisiologia para este dialogo.

QUE ORGASMO É ESSE? UMA AVALIAÇÃO REICHIANA.

O POTENCIAL ORGÁSTICO E SUA INTERDEPENDÊNCIA DE COMO ESTAMOS NO MUNDO.

Facilitador: CARLOS EUGÊNIO GUIMARÃES MARER (SC)

Minicurrículo: Especialização na Escola Européia de Orgonomia com Federico Navarro em Paris, França. Workshops de supervisão clínica, didática e vivencialcom Dalmiro Bustos (psicodrama), Eva Reich (teoria reichiana), Ann Bowman (Anal. Bioenergética), Bárbara Koopmann e Arthur Nelson (Colégio Americano de  Orgonomia) , Giovana Appel e Federico Navarro (Escola Européia de Orgonomia).

Resumo da vivência: O homem com o passar dos séculos, criou formas práticas de produção de alimentos, de vestimentas e residências. Ao invés de seu corpo relaxar e aproveitar os prazeres da vida sexo-afetiva, ele continua a trabalhar incessantemente para acumular bens, que não poderá usufruir nem que que vivesse 200 anos, comer para três dias em uma só refeição, como se fosse faltar comida na hora seguinte. E pior, não compartilhando seu excesso com os que não têm tanto. Nossa vivência é demonstrar como cada um está perdendo a potência orgástica, em um corpo que é proibido de viver de uma maneira sensual-relaxada… Como está inscrito no corpo de cada um essa necessidade artificial de sobrevivência, doentia e sem sentido.

MEDITAÇÃO, SAÚDE E HEALING                                                                                   

Facilitadora: CYNTHIA SAMPAIO (BA)

Minicurrículo: Psicóloga Clínica (CRP-03/00397). Mestre e doutoranda em Medicina e Saúde Humana pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Analista Bioenergética e Supervisora pelo Instituto de Análise Bioenergética de São Paulo (IIBA- Nova York- EUA). Psicoterapeuta em Biossíntese pelo Instituto Brasileiro de Biossíntese (IIB-Hiden-Suiça). Certificada em Dinâmica Energética do Psiquismo (DEP-Brasil), em Terapia Familiar Sistêmica (Sowelu-México), em Constelações Familiares (Internationales Institut fur Systemische Psychotherapie-Alemanha) e em Energia, Healing e Desenvolvimento Humano (Logoscentro-Brasil). Clinica há mais de 30 anos, atendendo individualmente adultos, casais, coordenando grupos, vivências e supervisionando terapeutas.

Resumo da vivência: A meditação é um recurso capaz de produzir uma conexão entre a mente, o corpo e o espírito. As comprovações científicas já obtidas a respeito do potencial da meditação como instrumento de autorregulação do organismo humano, assim como de seus benefícios para a saúde, possibilitaram que esta prática fosse incluída nos tratamentos da saúde como recurso integrativo. Esta oficina abordará a evolução das pesquisas com meditação e as descobertas de como esta prática influencia o sistema nervoso central, modificando a atividade cerebral e o metabolismo do indivíduo, provocando, inclusive, alterações estruturais em áreas do cérebro que favorecem a melhoria das funções cognitivas e emocionais da pessoa. Além disto, serão passados os fundamentos do Healing e Desenvolvimento Humano sistematizado por Bob Moore e iremos experimentar suas práticas meditativas para o balanceamento energético, centramento e expansão da consciência.

TECENDO E RECONSTRUINDO VÍNCULOS CONJUGAIS E FAMILIARES A PARTIR DO CORPO

Facilitadora: ELIANE REGINA MARQUES (PE)

Minicurrículo: Psicóloga (UFRJ) 02/10189, Psicoterapeuta Corporal, Local Trainer e Supervisora em Análise Bioenergética certificada pelo IIBA/IABNB. Psicoterapeuta de Casal e Família, na Abordagem Sistêmica. Professora dos Cursos de Pós-graduação da Libertas Clínica-Escola (PE).

Resumo da vivência: Conforme a Análise Bioenergética, feridas relacionadas à família de origem são absorvidas no corpo, através de tensões crônicas que garantem a sobrevivência do indivíduo. A Teoria do Apego, de Bowlby, pressupõe que o modelo internalizado da realidade é construído a partir das primeiras experiências de Apego e que este modelo é transposto para outras relações interpessoais. A partir de tal pressuposto, a Oficina tem como objetivo   promover a consciência das tensões corporais que bloqueiam a vincularidade, com ênfase nas relações conjugais e familiares. Através de exercícios de respiração, grounding e trabalhos expressivos, acreditamos que algumas defesas poderão ser suavizadas, possibilitando uma abertura energética   para tecer e reconstruir vínculos na família e na conjugalidade.

COMO TER ESPERANÇA QUANDO TUDO PARECE ABSURDO?

Facilitador: JOVINIANO JOSÉ REZENDE DE OLIVEIRA (SP)

Minicurrículo: Professor de Filosofia, Doutorando em Educação pela Universidade Estadual de Campinas UNICAMP. Analista Bioenergético – CBT pelo Instituto Ligare e membro do IIBA International Institute for Bioenergetic Analysis.

Resumo da vivência: O objetivo dessa oficina é vivenciar e refletir sobre uma questão filosófica contemporânea, a do suicídio diante do absurdo e da falta de sentido da existência humana. Para tanto, nos apoiaremos na obra O Mito do Sísifo do filósofo Albert Camus. Por meio de exercícios de grounding, dinâmicas e brincadeiras flexibilizaremos a couraça diafragmática e trabalharemos aspectos energéticos desse segmento, que se conectam ao plexo solar, o centro energético do poder pessoal (GERBER, 1997). Para Albert Camus, “só existe um problema filosófico realmente sério: o suicídio. Julgar se a vida vale ou não a pena ser vivida é responder à pergunta fundamental da filosofia” (Camus, 2016, p. 19). A partir da vivência, buscaremos conectar a questão do absurdo ao diafragma como centro do poder pessoal. Dada a angústia cotidiana, cada indivíduo pode tanto escolher abrir mão da sua vida, ou assumir a sua própria existência. Como ter esperança quando tudo parece absurdo?

RECUPERANDO TRAUMAS DA VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA

Facilitadora: MARIA VERÔNICA ARAÚJO DE SANTA CRUZ (PE)

Minicurrículo: Psicóloga da Universidade Federal de Pernambuco, doutorando em Psicologia/UFPE, Terapeuta Psicocorporal, Terapeuta do Trauma e do Estresse Pós-traumático.

Resumo da vivência: A violência obstétrica pode marcar por longos períodos a vida afetiva, sexual e reprodutiva das mulheres violadas. O presente trabalho tem como OBJETIVO chamar a atenção de terapeutas e estudantes para este fenômeno, assim como compartilhar a vivência clínica do uso dos exercícios de liberação do trauma no cuidado destas mulheres. Utilizaremos como METODOLOGIA exercícios de grounding que buscarão presentificar e incorporar ao corpo e à psique recursos que estas mulheres já utilizam ao longo da vida e aplicar os exercícios de David Berceli para liberação do trauma.

LA VOZ DEL CUERPO: UN CAMINO DE RE-UNIÓN INTERNA Y CON LOS OTROS

A VOZ DO CORPO: UM CAMINO DE RE-UNIÃO INTERNA E COM OS OUTROS

Facilitadora: SILVIA ALEJANDRA LÓPEZ (ARG)

Minicurrículo: Psicóloga .Docente y miembro del IAAB-Instituto Argentino de Análisis Bioenergético CBT y miembro de IIBA-International Institute for Bioenergetic Analysis. Diferentes estudios en técnicas de canto y danzas populares argentinas.

Minicurrículo: Psicólogo. Membro e membro do IAAB-Instituto Argentino de Análise Bioenergética CBT e membro do IIBA-Instituto Internacional de Análise Bioenergética. Diferentes estudos em técnicas de canto e danças argentinas populares.

Resumen de la vivencia: Favorecer una escucha sensible del cuerpo y su capacidad sonora natural, através del movimiento (observando y trabajando tensiones y bloqueos).Explorar y experimentar nuestra capacidad expresiva sonora junto a otros. Invitar a la improvisación y a la intuición, en vínculo. Honrar la voz humana y su capacidad transformadora.Se experimentará explorando los sonidos del cuerpo, principalmente, la voz, de manera individual y grupal. Se utilizarán herramientas propias de la bioenergética, combinadas con técnicas lúdicas sonoras y de canto popular.

Resumo da vivência: Favorecer uma escuta sensível do corpo e sua capacidade sonora natural, através do movimento (observando e trabalhando tensões e bloqueios). Explorar e experimentar nossa capacidade expressiva sonora junto aos outros.Convidar à improvisação e à intuição, no vínculo.Honrar a voz humana e sua capacidade transformadora.

Exploraremos os sons do corpo, principalmente, a voz, de maneira individual e grupal. Utilizaremos ferramentas próprias da Bioenergética, combinadas com técnicas lúdicas sonoras e de canto popular.

Dia 25 de novembro, sábado, das 14h às 16h

O CORPO COMO INSTRUMENTO DE PERCUSSÃO, DESBLOQUEANDO AS TENSÕES

Facilitadora: CRISTINA PIAUHY (BA)

Minicurrículo: Psicóloga CRP 03-859, Analista Bioenergética, especializações em: Psicologia clínica, arteterapia, terapia sistêmica de casal e família.Presidente da Federação Latino Americana de Análise Bioenergética (FLAAB). Membro da diretoria do Instituto Internacional de Análise Bioenergética (IIBA). Coordenadora da Libertas Bahia.

Resumo da vivência: Reich descreveu as funções do corpo vivo, incluindo movimentos expressivos, emoção e pulsação dentro do corpo. Para Lowen, existe no corpo um processo energético, e no seu trabalho ele dá ênfase à observação da pulsação biológica, e à estruturação das tensões que bloqueiam o fluxo energético no corpo.

Utilizaremos na oficina o recurso da percussão corporal: o corpo para produzir sons, os exercícios da Análise Bioenergética, e alguns instrumentos de percussão. Os objetivos são: desbloquear as tensões corporais através da ressonância causada pela vibração da percussão, restaurar o movimento expressivo do corpo, possibilitar a exploração da ludicidade, criatividade e integração grupal.

O CORPO DESAMPARADO – AS FRÁGEIS FRONTEIRAS DO EXISTIR NA ATUALIDADE

Facilitadora: MIRIAM MANTAU (RJ)

Minicurrículo: Psicoterapeuta com certificação internacional em Análise Bioenergética, Homeopata por extensão de formação acadêmica, Local Trainer da Saberj -Sociedade de Análise Bioenergética do Rio de Janeiro.

Resumo da vivência: A aceleração do tempo pela vida pós-moderna e pela tecnologia, a condição de busca por mais independência e por singularidade, o enfraquecimento dos vínculos gerado por essa condição narcísica extrapolada, trazem agora para nossa clínica como consequências do resultado desse processo, o que eu nomeio ” O corpo desamparado”. Temos já estudado o “desamparo” traduzido por Freud e outros autores das teorias do afeto (Bowlby, Bion, Grotstein…)como condição nascitura que vai ser integrado pela relação com a mãe ou outra figura de apego,  esse “desamparo” fala do corpo que se encontra socializado de forma tão frágil que poderia ser inserido  na classificação ” estrutura Borderline” mas com diferenças específicas atuais traçadas por fenômenos coletivos que se superpõem às fronteiras construídas pelo indivíduo em núcleos familiares ou cujos núcleos já refletem esse desamparo.

FEAR OF LIFE

MEDO DA VIDA

Facilitador: FREDERIC LOWEN (EUA)

Minicuricle:CBT, Exec.Diretor The Alexander Lowen Foundation Vermont, EUA

Minicurrículo: CBT, Exec. Diretor The Alexander Lowen Fundação Vermont, EUA

Summary of the experience: Learn more of the role of fear in present day (modern) life: recognize rational vs.irrational fear, conscious and unconscious fear, characterological fear, and the energetics of fear. The workshop will be based on concepts from Alexander Lowen’s Fear of Life. It will consist of a didactic presentation, experiential body/energy work, and discussion.

Resumo da vivência: Aprender mais sobre o papel do medo no momento presente de vida: distinguir o medo racional do irracional, medo consciente e inconsciente, caracteriologia do medo e a energia do medo.

O workshop será baseado nos conceitos do Medo da Vida de Alexander Lowen. Consistirá de uma apresentação didática, vivência corporal/trabalho com a energia e discussão.

ESTRATÉGIAS CLÍNICAS PARA O TRATAMENTO DO TRAUMA EM PSICOTERAPIA CORPORAL     

Facilitador: PÉRISSON DANTAS DO NASCIMENTO (PI)

Minicurrículo: Doutor em Psicologia Clínica (PUCSP). Professor Adjunto da Universidade Estadual do Piauí. Local Trainer e Supervisor em Análise Bioenergética certificado pelo IIBA/IABSP. Autor do livro – Do Trauma Encarnado à Biopatia, pela Editora Appris.

Resumo da vivência: A oficina tem como finalidade experienciar diversos exercícios da psicoterapia corporal que são utilizados para o tratamento do Transtorno de Estresse Pós- traumático e estados de choque emocional intenso. As psicoterapias corporais têm desenvolvido uma metodologia consistente, em termos teóricos e técnicos, para o tratamento dos sintomas associados a experiências traumáticas, enfocando o grounding, a respiração e o trabalho com o músculo psoas, que geralmente encontra-se em contração crônica em decorrência do choque traumático e do colapso da resposta natural do organismo em enfrentar o estresse, em um estado de congelamento neuromuscular, diferente das respostas típicas de fuga/luta, tendo como  objetivo resgatar a pulsação que foi bloqueada pela hiperexcitação do sistema nervoso, bem como construir recursos de resiliência.

SEGMENTO OCULAR: CORPORIZAÇÃO DA ENERGIA

Facilitadora: REGINA MARIA PAPALÉO (PE)

Minicurrículo: Psicóloga (UFPE) – CRP 02/3883, psicoterapeuta em Análise Bioenergética (CBT), supervisora clínica e local trainner pelo IIBA – International Institute for Bioenergetic Analysis e pela Sociedade de Análise Bioenergética do Nordeste Brasileiro. Professora de pós-graduação na Libertas Clínica-Escola. Especialista de Casal e Família (CPPL). Certificada pelo Clinical Orgontherapy Training – Open Orgonomy Network com Jorge Stolkiner (Libertas).

Resumo da vivência: Nós somos energia, matéria e informação e é no segmento ocular que esses três princípios se juntam e dão lugar à materialização da energia. No bloqueio ocular, há um congelamento da pulsação entre a capacidade de representar a realidade e os sentimentos, gerando perturbações de limite e identidade e dificuldade no processo de representação. Desta forma, o objetivo desta oficina é vivenciar exercícios referentes a esse segmento com a finalidade de interferir no funcionamento dessa energia e possibilitar uma experiência de ligar mais a energia à matéria.

A proposta é vivenciar no tempo de 2 horas dois exercícios, um de contato ocular em duplas, cada dupla sentada no colchão, e outro de giro de olhos individualmente, cada um deitado em um colchonete. Se o espaço físico permitir, esse segundo exercício terá a proposta do ciclotron, criado por John Pierrakos. Ao final, haverá tempo para compartilhar a experiência e, simultaneamente, a fundamentação do trabalho do segmento ocular.

TOCAR O CORPO PARA OUVIR A ALMA                                                                                                        

Facilitador: RICARDO AMARAL REGO (SP)

Minicurrículo: Médico e analista biodinâmico, CBT, Diretor do Instituto Brasileiro de Psicologia Biodinâmica, Doutor em Psicologia pela USP, Autor do livro Deixa vir e coautor de outras livros e artigos, Revisor Técnico da tradução de Análise do Caráter e outras 4 obas de Reich.

Resumo da vivência: Tomando como base teórica a Psicologia Biodinâmica e incorporando elementos da neurobiologia, da primatologia e das ideias de D. Winnicott, entre outros referenciais, será feita uma breve apresentação da importância do toque e da massagem dentro de um processo de psicoterapia.

Após esta exposição, os participantes serão convidados a experienciar uma vivência que oferecerá orientações e técnicas úteis para o autoconhecimento, para o desbloqueio do fluxo expressivo, para a vitalização e para superar inibições relacionais. Esses elementos são válidos tanto como parte de um processo de desenvolvimento pessoal quanto como instrumentos a serem utilizados em um tratamento psicoterápico.

IDENTIDADE DE GÊNERO: CONVIDANDO O CORPO A SAIR DA FÔRMA

Facilitadora: SILVANA OLIVEIRA (PE)

Minicurrículo: Pedagoga (Formadora na área de Gênero e Diversidade Sexual). Psicóloga Clínica (CRP 02/8839). Terapeuta Familiar e de Casal. CBT, Supervisora e Local Trainer em Análise Bioenergética. Professora da Libertas – Clínica Escola.

Resumo da vivência: Ao prever e conceber a existência de um ser, já se constroem expectativas sobre sua identidade, inclusive sua identidade de gênero, o que a cultura (leia-se aí inserido, sociedade e família) estabeleceu sobre “ser menina”, “ser menino”. A partir daí, o novo ser carrega no corpo e na identidade as marcas do que esperam dele e vai sendo projetado numa fôrma subjetiva.

É importante desconstruir estas expectativas estereotipadas na direção de uma maior liberdade de gênero, pois podem contribuir para gerar seres infelizes e ‘falso self’(distantes de si mesmo).“As expectativas originárias da infância podem ser tão fortes que o indivíduo abre mão de tudo que lhe faz bem para, finalmente, ser como seus pais desejariam que ele fosse, e assim não perder a ilusão do amor… Existem pais que só conseguem amar a máscara de seus filhos.”(Miller, p.99,2011).

É uma Oficina que visa contactar com crenças e estereótipos associados à Identidade de Gênero, a partir de sensações ancoradas no corpo, resgatando e ampliando construções sobre ”ser menina/mulher”, “ser menino/homem” e outros papéis de gênero. E assim, acolher e integrar, as diversas possibilidades de ser e existir.

 

Após comprar o ingresso preencha a ficha de escolha do minicurso e das oficinas:

Comprar ingresso Ficha de escolha