Olhar Interior, 08 de dezembro de 2013

Coração

Este coração, que bate no meu, no seu, no nosso peito, necessita de carinho, cuidado e atenção. Ele pulsa dentro do nosso corpo a cada momento, sinalizando o bom e o ruim para nossa vida e saúde. Tratá-lo com carinho significa escutá-lo, ouvi-lo. Para isso, é necessário o silêncio – aquela quietude que nos faz ter consciência de tudo o que nos rodeia. Estar em contato com o coração remete à pureza, à busca da saúde e da integridade que nos aguardam para abraçar-nos, envolver-nos e tornar-nos dignos de nos considerar homens e mulheres. Conectar com o cérebro nos leva a distinguir o que serve e o que pode serdemasiado ou descartável. Assim, alinhar o coração com o cérebro pode ser a construção da ponte entre a cabeça e o peito. Existem aproximadamente 30 centímetros de distância entre ambos. Esta distância, sendo percorrida, edificada e construída com fundamento, pode tornar nossas atitudes, comportamentos e decisões bem mais adequados. Mas, cuidar do nosso coração significa, literalmente, varrer todas as poeiras, sujeiras, resquícios de ressentimentos, raivas, dores, mágoas e inimizades. Retirar preconceitos, julgamentos, tudo isto limpa o coração e torna-o mais leve. Viver esta vida de forma plena é uma possibilidade viável, que nos impulsiona e motiva a dar ao coração o livre fluxo sanguíneo, que o torna saudável e pulsante. O mesmo pulsar que a vida traz, ao permitir que possamos contrair e expandir de acordo com as emoções que envolvem o cotidiano. Tornar-nos não reativos, acalmar-nos, desenvolver a paciência, a tolerância, aceitar-nos como somos, são alguns dos caminhos que podem conduzir a este tão bem- vindo encontro com nosso coração para apreciar a maravilha da vida.

Jayme Panerai Alves – jayme@libertas.com.br

Boa pergunta!

Um bebê camelo perguntou à sua mãe: – Por que os camelos têm corcova? – Bem, nos somos animais do deserto, precisamos das corcovas para reservar água e por isso somos conhecidos por sobreviver sem água. – Certo, e por que nossas pernas são longas e nossas patas arredondadas? – Filho, certamente elas são assim para nos permitir caminhar no deserto, melhor do que qualquer um! – Certo! Então, por que nossos cílios são tão longos? De vez em quando eles atrapalham minha visão. – Esses cílios longos e grossos são como uma capa protetora para os olhos, quando atingidos pela areia e pelo vento do deserto! – Tá. Então a corcova é para armazenar água enquanto cruzamos o deserto, as pernas para caminhar através do deserto e os cílios são para proteger meus olhos das areias do deserto… Então o que estamos fazendo aqui no Zoológico?

Quero saber

Minha filha de 11 anos é vitima de bullyng na escola particular. Quero tirá-la da escola e matriculá-la em outra. Mas, ela quer continuar porque gosta das amiguinhas. Como proceder neste caso? Betina

Resposta

Betina,
Será importante analisar a situação por diferentes ângulos, para identificar, realmente, do que se trata. Poderão estar envolvidos muitos fatores, os quais, se bem considerados, apontarão para as demandas sobre as quais se deverá atuar. Ouvir todos os atores da cena considerada será essencial e, em se tratando de algo ocorrido no ambiente escolar, ouvir, além de sua filha e os(as) agressores(as), também coordenadores e psicólogos, para se discutir os melhores encaminhamentos.Tirá-la da escola poderá ser um deles, mas não necessariamente, o único. Acima de tudo, ajudá-la a se sentir mais fortalecida diante do que ocorreu, facilitará encontrar
o caminho.

Fátima Lucas – Psicóloga (CRP 02/0497) e educadora.

As perguntas devem ser enviadas para: libertas@libertas.com.br