Gislene Farias de Oliveira, Regina Coeli Araújo da Silva, Solange Gonçalves Rolim

 

RESUMO

A análise bioenergética é uma proposta de compreensão da personalidade à partir do corpo, dos seus movimentos e de seus processos energéticos. Respiração, expressão à partir dos movimentos, descarga energética e acumulação de energia são funções naturais do corpo, ao tempo que são expressões dos nossos sentimentos. A análise bioenergética parte do princípio de que o corpo e a mente funcionam de maneira semelhante e se auto-influenciam mutuamente. O presente estudo é uma revisão sistemática da literatura, com a finalidade de identificar e discutir pesquisas científicas relacionadas a análise bioenergética, produzidas na última década e disponíveis em periódicos científicos. A busca bibliográfica foi realizada a partir da consulta em artigos indexados às bases de dados Medline, Scielo e Lilacs, contendo as palavras-chave (e suas associações): “Bioenergética, psicologia corporal”.  Os resultados nos levaram a crer que ainda é incipiente os artigos disponíveis em periódicos indexados no Brasil. Espera-se que este estudo possa despertar um maior interesse em divulgar estudos sobre essa temática, de maneira que, mais e mais pessoas possam se beneficiar dos conhecimentos desta importante teoria. Também que novos estudos sejam realizados, com um maior controle e rigor metodológicos, de forma a reafirmar os resultados benéficos da utilização dos princípios da Psicologia Corporal e da Análise Bioenergética.      

PALAVRAS-CHAVE

Bioenergética, Psicologia corporal, Corpo, Movimento

TEXTO COMPLETO:

PDF

REFERÊNCIAS

ABREU e SILVA, N. N. A Dança: uma arte a serviço da terapia. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1977.

AGUIAR, Fernando Henrique Rezende; CONCEICAO, Maria Inês Gandolfo. A Orientação Vocacional na perspectiva neo-reichiana: contribuições do grounding. Rev. bras. orientac. prof, São Paulo, v. 9, n. 1, jun. 2008 .

ALBERTINI, Paulo. Reich: história das idéias e formulações para a educação. Editora Ágora, 1994.

BERGER, Rebeca. Corpo, Imagem e Subjetividade: envelhecimento como processo vital. Paper oriundo de tese de mestrado em gerontologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Programa de estudos de Pós-Graduação em Gerontologia. São Paulo, 2007.

CÂNDIDO, Paula E.F.; MATTOS, Daniela J. S. Bioenergética: fundamentos e técnicas corporais. Lecturas: Educación Física y Deportes. Revista Digital. Buenos Aires. Ano 14. N.131. Abril/2009.

CARVALHO, Maria Luiza M. Aprendizagem teórico-vivencial da psicologia corporal em curso de graduação em psicologia. In: XV ENCONTRO PARANAENSE e X CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICOTERAPIAS CORPORAIS, 2010. Anais. Curitiba: Centro Reichiano, 2010.

CAPRA, Fritjof. As conexões ocultas: ciência para uma vida sustentável. São Paulo: Cultrix, 2002.

CASTRO, E. D. A Apropriação de si mesmo através da dança. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1992.

CREMA, R. Psicodança e Análise Transacional: Uma proposta de Integração (3ª Ed.). Brasília: H. P. MendesFortin, S. (1999). Educação Somática: Novo Ingrediente da Formação Prática em Dança (tradução Márcia Strazzacappa). Cadernos GIPE – CIT, nº 2. Estudos do Corpo. Salvador: UFBA, 1983.

FARR, M. The Role of Dance/Movement Therapy in Treating At-Risk African American Adolescents. The Arts in Psychoterapy, 24(2), 1997. P.183-191.

FREIRE, I. Dança-Educação: O Corpo e o Movimento no Espaço do Conhecimento. Caderno Sedes, 21(53), 2001.p. 31-55

FREIRE, I. (2001). Dança-Educação: O Corpo e o Movimento no Espaço do Conhecimento. Caderno Sedes, 21(53), 2001, 31-55.

FREUD, S. Os instintos e suas vicissitudes. In S. Freud, Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 14, pp. 129-162). Rio de Janeiro: Imago, 1969. (Trabalho original publicado em 1915)

_________. Três ensaios sobre a teoria da sexualidade. In S. Freud, Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 7, pp. 123-250). Rio de Janeiro: Imago, 1972. (Trabalho original publicado em 1905

_________. O inconsciente. In S. Freud, Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 14, pp. 185-251). Rio de Janeiro: Imago, 1974 a. (Trabalho original publicado em 1915)

_________. Repressão. In S. Freud, Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 14, pp. 169-182). Rio de Janeiro: Imago, 1974 b. (Trabalho original publicado em 1915)

FORTIN, S. (1999). Educação Somática: Novo Ingrediente da Formação Prática em Dança (tradução Márcia Strazzacappa). Cadernos GIPE – CIT, nº 2. Estudos do Corpo. Salvador: UFBA, 1999.

FUX, M. (1983). Dança experiência de Vida. 4ª Ed. São Paulo: Summus, 1983.

HOFFMANN, Catharina. Fazer saúde na cidade: contribuições da clínica raichiana para a formação em saúde pública. In: XVII ENCONTRO PARANAENSE e XII CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICOTERAPIAS CORPORAIS, 2012. Anais. Curitiba: Centro Reichiano, 2012. [ISBN – 978-85-87691-22-4].

JEBER, Leonardo José. Educação pela autonomia através da auto-regulação: uma perspectiva reichiana. Escritos educ., Ibirité, v. 5, n. 1, jun. 2006 .

KELEMAN, S. Padrões de Distresse. São Paulo: Summus, 1992.

__________. Corporificando a Experiência. São Paulo: Summus, 1995.

KOCK, S., MORLINGHAUS, K., e FUCHS, T. The Joy Dance – Specific Effects of a Single Dance Intervention on Psychiatric Patients with Depression. The Arts in Psychotherapy, 34, 2007. 340 – 349.

LIMA, Déborah Maia de; SILVA NETO, Norberto Abreu e. Danças brasileiras e psicoterapia: um estudo sobre efeitos terapêuticos. Psic.: Teor. e Pesq., Brasília, v. 27, n. 1, Mar. 2011 .

MEZAN, R. Paradigmas e modelos na psicanálise atual. In N. M. Pellanda & L. E. C. Pellanda (Orgs.), Psicanálise Hoje: Uma Revolução do Olhar (pp. 347-355). Petrópolis, RJ: Vozes, 1996.

NOGUEIRA, T. A. Grupo de movimento: conceituação, estado da arte e aplicação na área educacional. Dissertação de mestrado. Instituto de Psicologia da universidade de São Paulo. São Paulo. 2010.

REGO, Ricardo Amaral. A clínica pulsional de Wilhelm Reich: uma tentativa de atualização. Psicol. USP, São Paulo, v. 14, n. 2, 2003 .

REICH, Wilhelm. A função do orgasmo (1927). São Paulo: Brasiliense, 1975/1984.

___________. Análise do Caráter (1933). São Paulo: Martins Fontes, 1995/1998.

ROSSET, Janine. Interação familiar na anorexia nervosa: contribuições da psicologia corporal. Monografia. Centro Reichiano de psicologia Corporal. Curitiba, 2010.

RUSSO, Jane A.. Tornar-se terapeuta corporal: a trajetória social como processo de “autoconstrução”. Physis, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, 1991 .

SAMSON, A. Transferência e Contratransferência em Psicoterapia Corporal. São Paulo. 2002. Publicação eletrônica disponível em www.ibpb.com.br .

SCOTTON, Suzana Z. A vertigem como um sinal de transformação no processo psicoterapêutico. In: XVI ENCONTRO PARANAENSE e XI CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICOTERAPIAS CORPORAIS, 2011. Anais. Curitiba: Centro Reichiano, 2011. [ISBN – 978-85-87691-21-7].

STEVENS, A., e PRICE, J. Evolutionary Psychiatry. A New Beginning. London: Routledge, 1996.

PATITUCCI, Daniel. Bioenergética e meditação aplicadas no controle da ansiedade em dependentes de substâncias psicoativas. Monografia. Centro Reichiano de psicologia Corporal. Curitiba, 2011.

PETO, A. C. Terapia Através da Dança com Laringectomizados: Relato de Experiência. Revista Latino-Am.de Enfermagem,. 8(6), 2000. P. 35-39.

THULIN, K. When Words Are Not Enough: dance therapy as a method of treatment for patients with psychosomatic disorders. American Journal of Dance Therapy, 19(1), 1997. P. 25-43.

TOSTA, Francisco. Trabalhos corporais em clínica psiquiátrica: um enfoque da psicologia corporal. In: XIV ENCONTRO PARANAENSE e IX CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICOTERAPIAS CORPORAIS, 2009. Anais. Curitiba: Centro Reichiano, 2009.

VECTORE, Celia. Psicologia e acupuntura: primeiras aproximações. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 25, n. 2, jun. 2005 .

WAGNER, C. M. A Transferência na Clínica Reichiana. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2003.

Fonte https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/238