Olhar Interior, 30 de junho de 2013

Ambiente cooperativo

As organizações, que percebem o valor de se criar um ambiente de trabalho amistoso, naturalmente, estarão contribuindo na promoção da saúde individual e institucional. Para isto, é necessário que as pessoas e os diferentes grupos invistam tempo e energia para desenvolver uma sintonia e harmonia em suas relações. O clima deve ser predominantemente cooperativo, funcionando como um organismo, a exemplo do corpo humano em que há uma interação e um trabalho conjunto entre os órgãos, células, tecidos. Todos os sistemas: cerebral, neurológico, bioquímico, muscular, emocional funcionam integrados em busca do equilíbrio em direção à manutenção da vida. Nas organizações, de qualquer natureza, as pessoas se sentem bem, quando existe espaço para as trocas e para a expressão dos pensamentos e sentimentos. O trabalho passa a ser enriquecido pelo que há de mais precioso no mundo – a convivência humana. Para tanto, os gestores necessitam acessar seus corações para imprimirem uma comunicação empática, que possibilite a todas as pessoas compreender o verdadeiro valor das relações humanas.

Jayme Panerai Alves – Jayme@libertas.com.br

Reflexos

Um rei construiu um palácio cujas paredes eram revestidas de milhões de espelhos. Entrar nesse palácio era maravilhoso. Você podia ver seu rosto em milhões de espelhos à sua volta; milhões de você à sua volta. Por acaso, um cão entrou ali. Olhou em torno e ficou muitíssimo assustado — milhões de cães! Ficou tão apavorado que esqueceu completamente da porta por onde entrara. Naturalmente, com milhões de cães à volta — a morte era certa. E começou a latir — e milhões de cães começaram a latir. Ficou agressivo — e milhões de cães ficaram agressivos. E se atirou contra as paredes. Pela manhã, foi encontrado morto. E não havia ninguém, exceto o próprio cão.

Quero saber

Faço parte de um grupo de estudo sobre cultura de paz e confesso que tenho sentido um aperto e medo, diante de tanta violência no Brasil e em outras parte do mundo. Como fazer para contribuir para paz e ao mesmo tempo ser engajada socialmente?

Marta

Resposta

Prezada Marta,

A paz está dentro de cada pessoa. Temos que mantê-la acessa e contribuir, nos juntando aos movimentos de cidadania, afirmando com criatividade a cultura de paz. Para tal, se faz necessário manter a serenidade, através de práticas meditativas, respiração e atenção plena. Manter ações pacíficas em todas as situações individuais e coletivas.

Atenciosamente,

Grace Wanderley de Barros Correia – Psicóloga Clínica – CRP 02/0279

As perguntas devem ser enviadas para: libertas@libertas.com.br