Comportamento
7

O Ser Humano Como Unidade Bio-psico-sócio-espiritual

José Gilson Cavalcanti – Psicólogo –

O ser humano é uma unidade, uma inteireza, com características próprias que o identificam como tal. Essa noção de ser um todo não exclui a verdade de ter partes componentes. O ser humano está situado dentro de um contexto que o abriga, o envolve que o influencia e é por ele influenciado. Faz parte de uma rede de relações com o universo. Portanto, o homem pode ser visto como um todo, uno e, ao mesmo tempo, como parte de um todo maior que o reveste. Quando se estuda o homem é preciso não desvinculá-lo de seu habitat, de seu contexto, de sua malha de relações. Por outro lado, enfocado como uma unidade, queremos propor ver o homem em algumas dimensões que o tornam único e diferente dos outros seres. Enfocaremos o homem nas usas dimensões biológica, psicológica, social e espiritual..

A dimensão biológica refere-se aos aspectos físicos do corpo: anatomia, a fisiologia, os sistemas muscular, digestivo, ósseo, hormonal, respiratório, as funções e disfunções dos diversos órgãos, a inter-relação desses sistemas. As necessidades fisiológicas estão aqui incluídas.

A dimensão psicológica refere-se aos aspectos ligados à personalidade do ser humano, manifestada no comportamento motivado por instâncias conscientes, pré-conscientes e inconscientes. Incluem-se nesta dimensão o pensamento, a memória, os raciocínios o contato e a expressão de sentimentos, emoções, desejos, vontades, necessidades de segurança, de auto-estima, de realização.

A dimensão social diz respeito aos aspectos ligados à vida em grupo, enfocando os fatores econômicos, políticos, ideológicos e culturais. Esta dimensão inclui, necessariamente, a interação e, consequentemente, todos os fenômenos que acontecem na interação entre pessoas e grupos. As necessidades de associação, de uma vida social estão aqui incluídas.

A dimensão espiritual relaciona-se ao sentimento de pertencer ao mundo, de ser uma parte do Universo, à noção da existência de forças maiores que o entendimento não pode ou tem dificuldade de apreender; é uma dimensão que ultrapassa a matéria tal como a conhecemos. É uma noção interna de transformação da forma de vida conhecida para outro plano que é intuído, mas nem sempre claro para as pessoas. A espiritualidade pode ser desenvolvida através de alguns caminhos entre os quais a religião, a meditação, a reflexão, o esoterismo, a ação.

Uma vez entendido que o homem existe nessas dimensões, isso quer dizer que suas necessidades, sua satisfação e seu funcionamento estão dentro dessas dimensões. O tempo inteiro o homem está se comportando segundo a junção dessas dimensões. Elas não existem isoladas. Você não pode isolar o aspecto biológico do psicológico, por exemplo. Essas dimensões estão interligadas e funcionam como vasos comunicantes. As emoções têm uma ligação direta com o aspecto físico. As descargas de adrenalina na corrente sangüínea são uma mostra de que o psicológico tem repercussão no biológico. As tensões causadas pelo social, pelo econômico também têm influência noas aspectos biológicos e psicológicos. O contato com a espiritualidade pode, igualmente, ter conseqüências nas demais dimensões.

A saúde vai, então, permear todas esses dimensões. É o equilíbrio dinâmico entre esses aspectos, difícil no mundo de hoje de ser obtido, que guiará a saúde do ser humano. A harmonização dos nós (pontos de intersecção) dessa rede em que se situa o homem será sempre o indicador de saúde: sentir-se bem por estar vivo, sentir-se útil e produtivo, com a consciência em paz, sentir fazer parte de um todo e capaz de se entregar à fluidez da vida.

José Gilson Cavalcanti

Compartilhe:
  • googleplus
  • linkedin
  • tumblr
  • rss
  • pinterest
  • mail

Publicado por Libertas

7 comentários

  • Idalia disse:

    Enquanto a ciência não se voltar para estudar o homem como o todo, os conflitos sempre vã existir,porque o homem é a natureza incitrica mas o proprio homem não conhece a si proprio, daí os grandes conflitos do ser.

    Adorei a matéria!!!

  • Damaris disse:

    Gilson gostei muito do artigo, objetivo e claro. Parabéns!

  • Virginia disse:

    Gilson, o seu artigo serviu de base para os meus estudos. Obrigada.

  • SERGIO MURILO disse:

    GOSTEI MUITO DO ARTIGO,E FOI DE GRANDE AJUDA EM MINHA PESQUISA.

  • lourenço pereira de sousa disse:

    Acabo de chegar da Faculdade de Imperatriz-FACIMP, onde estava administrando uma aula com meus alunos do primeiro período de direito, oportunidade em que tratamos de ser humano como um ser pluridimensional, as implicações desta visão na prático do operador do direito.Qualquer atividade humana, tem que partir deste pressuposto, sob pena de reducionismo ingênuo e leviano.

  • avai disse:

    ADOREI ESSE ARTIGO. APRENDI MUITO COM ELE PARABÉNS…

  • onestaldo disse:

    Gostei, pois tambem creio que o ser humano e unico e tambem pode dominar seu querer para o bem e para o mal.

  • Deixe um comentário

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>