Artigos de Saúde
9

O Mistério do Caos Térmico Feminino

Cientistas Tentam Achar Explicações Para Os Ataques de Calor, Ou Calorões, Comuns Em Mulheres Na Menopausa –

DENISE GRADY
The New York Times

Chega uma etapa na vida de toda mulher em que ela sente necessidade de tirar a roupa, abrir as janelas, chutar as cobertas e perguntar repetidamente “Não está quente aqui?”. Das muitas pequenas aventuras que acompanham a menopausa, os calorões, ou fogachos, são as mais comuns – afetando cerca de 80% das mulheres – e provavelmente as menos populares. A onda de calor, o suor e a face rosada duram apenas poucos minutos, mas podem ocorrer 10 vezes por dia e várias vezes à noite. E isso pode se repetir por anos.

As causas desse caos termal são apenas parcialmente compreendidas pela ciência. Um calorão é uma versão repentina e intensa do que o corpo normalmente faz para resfriar-se quando está superaquecido: vasos sangüíneos próximos da pele dilatam-se para dissipar o calor e a pessoa começa a suar. A tática funciona tão bem que depois de um calorão muitas mulheres sentem frio.

A resposta não é clara. Um fato básico é conhecido por décadas: calorões estão ligados à redução do nível de estrogênio. Em mulheres que tiveram seus ovários removidos cirurgicamente, o efeito pode ser imediato. Mas independentemente de ser provocado por cirurgia ou menopausa, a terapia de reposição de estrogênio rapidamente elimina o problema na maioria dos casos.

Em muitos aspectos, os calorões permanecem sendo um mistério. Devem se originar no cérebro: a temperatura do corpo é regulada lá, em uma região chamada hipotálamo. Mas ninguém sabe exatamente como o estrogênio, ou a falta dele, age naquela região. Tampouco se sabe por que algumas mulheres sofrem dúzias de calorões ao dia enquanto outras, com o mesmo nível do hormônio, não sentem nada. Os médicos também desconhecem a razão pela qual, na maioria das mulheres, os sintomas desaparecem sozinhos. Se os calorões têm algum propósito ou benefício para a saúde, os cientistas ainda não sabem qual seria.

As perguntas sem respostas começaram recentemente a ganhar importância, quando foram lançadas dúvidas sobre a segurança da terapia de reposição hormonal.

O tratamento hormonal é o mais efetivo contra os calorões, mas muitos médicos e pacientes começaram a questionar se tomar hormônios somente para aliviar os sintomas vale os riscos, que incluem um pequeno aumento das chances de ataque cardíaco, derrame, câncer de mama, trombose e problemas da vesícula.

Robert R. Freedman pesquisa os calorões há 20 anos na Wayne State University, em Detroit (EUA). Ele e seus colegas estudam mulheres na menopausa, geralmente comparando aquelas que têm calorões com aquelas que não têm.

No laboratório, equipamentos medem a temperatura da pele, o suor e outras mudanças que marcam o começo do calorão. Além disso, as voluntárias tomam pílulas de radiotelemetria, que medem a temperatura do corpo a cada 30 segundos.

As pesquisas revelaram que as mulheres que não sofrem do problema têm uma “zona neutra” na qual a temperatura varia sem fazer com que a mulher trema de frio ou sue. Mas em mulheres que apresentam calorões, essa zona encolheu tanto que é quase inexistente. Qualquer mínimo aumento na temperatura do corpo causa um calorão, e qualquer mínima queda térmica causa calafrios.

Freedman e seus colegas acham que as mulheres que sofrem de calorões têm um maior nível no cérebro do hormônio chamado norepinefrina, que pode encolher a zona neutra. Mudanças no nível de norepinefrina podem ser relacionados à queda do nível de estrogênio, ou ao envelhecimento, ou a ambos.

Para mulheres incomodadas pelos calorões e que não querem tomar medicamentos, Freedman recomenda usar o ar-condicionado, vestir roupas leves em camadas e manter a temperatura ambiente baixa, porque ambientes quentes podem desencadear os calorões. Bebidas geladas também podem ajudar contra as ondas de calor.

Segundo o pesquisador, uma técnica de respiração profunda ensinada nas aulas de ioga pode reduzir a taxa de calorões pela metade. A técnica requer treinamento e prática, e ele recomenda aulas para aprendê-la.

Fonte: www.zerohora.com.br (caderno vida)

Compartilhe:
  • googleplus
  • linkedin
  • tumblr
  • rss
  • pinterest
  • mail

Publicado por Libertas

9 comentários

  • roberto chimanski disse:

    a minha mãe tem 76 anos de idade,ha mais de 40 anos esta sofrendo do calorão, pergunto, existe algum medicamento para diminuir este calorão? Ela terá que conviver com este problema, pelo resto de sua vida?Favor, precisamos de ajuda.

  • Leonilde disse:

    Tenho 54 anos e há uns 3 meses, comecei a sentir os temidos calorões, que ouvia minhas amigas falarem, mas não fazia idéia de como incomodam, principalmente numa noite fria de inverno, temperatua ambiente abaico de zero e ver-se obrigada a jogar as cobertas até começar a sentir frio e o suor começar a gelar. E isso, várias vezes por noite! É horrível! Mas acho bem fundamentada a pesquisa de Robert Freedman, pois enfrento exatamente essa questão: Se estou num ambiente aquecido, meu rosto pega fogo e preciso tirar o casaco. Se estou num ambiente frio, minhas mãos gelam que parece que morri! Enfim, uma explicação, só falta uma solução!

  • lisalbe disse:

    pq uma pessoa de 80 anos sente calarões,

  • alyne disse:

    minha tem 50 anos e sente calorões acompanhados de suor frio, é a menopausa? Por favor me respondam logo!?

  • Monique dos Santos Braz disse:

    Olá, bom dia!E só tenho 32 anos e tenho esses sintomas,a noite principalmente suo muito,e quando tiro o esdredom sinto frio,e o tempo pode estar bem frio,minha face sempre ficou bastante rosada,desde mais nova,sinto ficar quente,e quando ando na rua durante o dia tbm sinto muito calor e ñ sou gorda…o q seria?Desde já agradeço.Monique.

  • Léa Aparecida Gomes Ramalho disse:

    Bom dia, tenho 45 anos e de uns tempos pra cá venho sentindo calor e frio
    ao mesmo tempo e sempre a noite. Sinto calafrios e quando me cubro fico
    molhada de suor é assim a noite toda. Faço uso de concepcionais continuo
    sou muito ansiosa acordo várias vezes à noite ,o que é isso? estou doente?
    me ajude por favor!

  • Juçara Maria disse:

    Boa tarde,

    Tenho 55 anos, e sinto mal estar ha vários anos. Sinto um mal estar com um certo enjoo e muito suor.
    Em junho de 2012 o mal estar aumentou muito mais e no momento além do mal estar sinto muito sudorese quando faço algum esforço, ou quando faço trabalho domestico, pego algum peso. Sinto muito sudorese a noite, na madrugada, e logo que levanto, e também quando ando na rua no sol quente.
    Feliz Ano Novo.

    Obrigada,

    Juçara Maria

  • andrea maria do nascimento disse:

    Olá, bom dia!E só tenho 35 anos e tenho esses sintomas,a noite principalmente suo muito,e quando tiro o esdredom sinto frio,e o tempo pode estar bem frio,e quando ando na rua durante o dia tbm sinto muito calor, sou magra. q seria?Desde já agradeço..
    ANDREA

  • celia morales disse:

    estou com 56anos depois de ter tomado um comprimido manipulado metotrexiato sinto a minha barriga doer quando aperto e tambem sinto como se a minha pressao abaixas-se e começo a suar frio ai tenyho que ir rapaidamente para o banheiro como se estivesse com uma leve diarreia e tambem sinto um calor eai vem o suor frio e a temperatura da minha mao e pe e normal so que a demais parte a pele do meu corpo sinto ela fria nao era assim era bem quente muito calorenta do nada sera que foi efeito deste remedio desde ja agradeço celia

  • Deixe um comentário

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>